Famílias necessitadas recebem menos bens alimentares

Este artigo é sobre famílias beneficiárias do POAPMC, uma situação que se agravou nos últimos meses; de acordo com o Jornal de Notícias.

As famílias beneficiadas pelo Programa Operacional de Apoio às Pessoas Mais Carenciadas (POAPMC) têm recebido cada vez menos alimentos, situação justificada pelo Ministério da Segurança Social com impugnações judiciais interpostas pelos concorrentes nos concursos públicos.

As famílias beneficiárias do POAPMC, criado para combater a pobreza e a exclusão social em Portugal, estão a receber menos alimentos e a situação tem se agravado cada mais nos últimos meses, segundo o Jornal de Notícias.

– Publicidade –

Ministério da Segurança Social justifica com “impugnações judiciais levantadas por concorrentes”; “atraso na publicação de pareceres técnicos da Agência de Segurança Alimentar e Económica Analítica (ASAE) e disposições que obrigam a UE a abordar estes concursos públicos nos procedimentos processuais relevantes”.

O Jornal de Notícias, citando que o responsável pelo programa, a Segurança Social, reconheceu a existência de “falhas na entrega de determinados produtos” e disse que “esta situação está a ser gradualmente ultrapassada”; garantindo que “alguns produtos serão distribuídos ainda este mês.”

Contudo, a maioria dos assistentes sociais e a maioria dos beneficiários confirmaram que os cortes permaneceram iguais.

No entanto, os dados do Jornal de Notícias, garante que há 120 mil beneficiários de cestas alimentares básicas no país que sofreram os mais recentes cortes.

- Publicidade -